Espaço criado para dar suporte

ao meu Blog Tecendo Ideias.

Tecendo Ideias

Tecendo Ideias
Clique para conhecer!

domingo, 4 de setembro de 2011

RECOMENDO


2



Recebi este presente com muita alegria.
O Rodolfo Barcellos é um amigo querido a quem chamo de Mago das palavras, e nesta publicação que te apresento - e recomendo - pude constatar a perícia com que as usa e transforma em emoções dentro de nós.

Enfeitiça meus sentidos? É mago sim!
Vou te dar uma amostra, com tua licença Rodolfo, do poema que mais me encantou e mexeu com meus sentidos. Na página 60 do livro O Outro Nome da Rosa, esta preciosidade:



PEDAÇOS

Pedaços de mim, esquecidos
Nas horas perdidas das noites...
Nas tardes chuvosas do outono...
Nas ondas profundas do mar...

Pedaços de mim são crianças
Sem teto e sem esperanças,
Sem pais, sem amigos, sem sonhos,
Seus olhos molhados, tristonhos.

Pedaços de mim, espalhados
Por tantas esquinas da vida,
Por tantas pessoas amadas,
Por tantos lugares passados.

Pedaços de mim são soldados
Vencidos de dor, mutilados,
Famélicos, tristes, cansados
De lutas que não são as suas.

Pedaços de mim são saudades
De tempos de serenidades,
Sem lutas, derrotas e mortes,
Que em guerras vitória não há.

Pedaços de mim, derramados
Em juras de amor olvidadas,
Em beijos tão desesperados,
Em lágrimas mal enxugadas.

Pedaços de mim são as preces
Dos anjos por seus protegidos,
Dos pais por seus filhos drogados,
Das mães por seus filhos perdidos.

Pedaços de mim, sequestrados
Por tantas lembranças queridas,
Por tantos retratos guardados,
Por tantos carinhos trocados.

Pedaços de mim, sepultados
Nas tumbas profundas da alma,
Nas mil covas rasas da vida,
Na cripta escura da dor.

Pedaços de mim...
Folhas arrancadas...
Páginas queimadas...
Promessas rasgadas...

E assim,
Aos poucos me despedaço,
E em cada verso que faço
Vai um pedaço de mim...

Recolhe tu meus pedaços
E guarda-os no teu coração,
Se lá ainda houver espaços
Para amor ou compaixão.

Pedaços de mim...
Pedaços de ti...
Pedaços...


Rodolfo Rodrigues de Barcellos
Maio de 2010

Ego In Verso - Coletânea de crônicas postadas no Blog Sete Ramos de Oliveira.



16 comentários:

R. R. Barcellos disse...

Denise, estou sem palavras. Obrigado, minha querida... de coração!

Denise disse...

Pelo que vi, nem todas foram para o livro - as que deixou pra mim lá no Tecendo encantaram-me, Mago.

Isto que vês é colheita, apenas.
Mereces.
Beijo, queridão!

Zélia Cunha disse...

Que lindo poema, me encantaram e emocionaram essas palavras, lindo mesmo! Teu blog é muito legal, gostei do que vi por aqui.
A você, meu carinho

Denise disse...

Olá Zélia, vc chegou ao que chamo de suporte ao meu blog Tecendo Ideias - mas olha, sinta-se muito bem-vinda!!

O poema do meu amigo é um tesouro que guarda muita sensibilidade - em cada fibra da gente ela se reproduz!
Bjos

Maria Alice Cerqueira disse...

Querida Amiga
Abraço amigo de muito boa tarde!
Hoje vim agradecer a sua carinhosa presença lá no meu cantinho através de seus carinhosos comentários!
Pois;
Amizade é um laço fraterno que vai se conquistando pouco a pouco.
Amizade é um elo de Amor que vai se fortalecendo dia apôs dia.
Amizade requer uma sabedoria toda própria, para que ela cresça e amadureça.
Amizade é um sentimento de Amor que é perseverante nela mesma.
O que seria de nós sem este elo de Amor!
A amizade
Abraço amigo
Maria Alice

Denise disse...

Obrigada Maria Alice, concordo, a amizade é um grande laço!!!
Bjo

Maxwell Soares disse...

Bela poesia. Gostei da postagem...

Denise disse...

Maxwell, obrigada pela visita.

Um abraço.

SIMONE PRADO disse...

Maravilhoso!!!!!! Pedaços de nós vamos recolhendo a cada dia e deixando a semente para que um dia pedacinhos da gente venham fluir. bjim.

MARILENE disse...

Nossa! Que deslumbramento! Vi a homenagem que ele prestou a você e vim cumprimentá-la. Ele é, realmente, mestre com as palavras. Esse poema que escolheu emociona, pela riqueza.
Aliás, seu comentário, deixado lá, demonstra que também é muito talentosa com a escrita. Um primor!
Parabéns!!!!
Bjs.

Denise disse...

Oi Simone, maravilhoso mesmo, não é? Merece ser lido, relido e repartido - por isso o trouxe para compartilhar.

Um beijo

Denise disse...

Meu Mago é exagerado no que vê para nos acarinhar, mas o que sobra nele é talento e sensibilidade, certamente.
Rodolfo enternece o coração da gente.

Este poema encantou-me sobremaneira, mais do que técnica, tem alma. E um pedacinho da gente...

Um abraço, obrigada pela carinhosa visita.
Sinta-se em casa!

Leonel disse...

Denise, por algum problema de comunicação ou talvez por eu andar meio enrolado ultimamente, ainda não constavas na minha lista de blogs, apesar de te conhecer por meio dos amigos comuns.
Acho que estou corrigindo estas coisas.
Um prazer receber tua simpática visita!
Abraços!

Denise disse...

Sê bem-vindo, Leonel, ambos corrigimos esta distração!

Um grande abraço de boas-vindas!

OceanoAzul.Sonhos disse...

Adorei descobrir aqui um livro do Rodolfo, que escanto devem ser as palavras que mergulham no seu interior... a julgar por o que conheço e a juntar este magnifico PEDAÇOS.

beijos aos dois.
cvb

Denise disse...

Oi Cecília, o livro é bonito como ele, sensível, com cheiro de carinho e afeto...sabe?

Meu exemplar est
a sempre à mão, pra dar uma olhadinha sempre...
Bjos, querida!